"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Áudios

POEMA PARA MEU FILHO
Data: 03/03/2013
Créditos:
Fundo musical de Lito Vitale

Perfil no Facebook:

https://www.facebook.com/landro.oviedo


POEMA PARA MEU FILHO

Tu nasceste em minha vida
com a fugacidade de um fim de tarde
e povoaste minha vida de sonho e de alegria
eu descobri no teu sorriso
minha imensa capacidade de amar
e aprendi contigo coisas
que ninguém nunca soube me ensinar

"Como é ter um filho e depois
não mais o ter?", perguntaram-me
é difícil explicar, mas é fácil
sentir geleiras na alma
e uma saudade que me corrói,
dia após dia, minuto a minuto

Vai, meu filho, não te prendas por mim
não posso te dar nada, a não ser sonhos
que se perdem com o vento
mas eu, daqui, ficarei vigiando,
e todos os dias, em pensamento,
te carregarei no colo
sabendo que a vida arma seu ciclo
para que tu me esqueças
e eu não te esqueça nunca.



"Antologia do Sul". Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, 2001. Org.: Dilan Camargo


 
Enviado por Landro Oviedo em 07/03/2012



Comentários


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)