"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
18/06/2015 23h48
AMIGOS IDOS, SAUDADES REDIVIVAS

    Nossos amigos são verdadeiros tesouros que nos enriquecem. Alguns continuam em nossas vidas, outros partiram e deixaram, de forma indelével, o frescor de sua curta existência em nossa lembranças. Não raras vezes, caminhando pelas ruas do centro de Porto Alegre, tenho a premonição súbita de encontrá-los para uma conversa afável e distraída. Em seguida, contudo, o choque de realidade me assegura firmemente que isso nunca mais será possível. É uma pena, um espinho na rosa do nosso cotidiano. Em homenagem a todos os que se foram, lembro agora destas figuras marcantes, que me tornaram melhor como ser humano por tê-las conhecido. Obrigado, João Carlos Tiburski (jornalista), Nélson Fachinelli (poeta), Argeu Santarém (jornalista) e Meme Meneghetti (ator). O tempo é implacável, mas a memória é indestrutível enquanto houver razões para lembrar e agradecer pelo convívio.

 


Publicado por Landro Oviedo em 18/06/2015 às 23h48


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)