"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
12/12/2018 22h01
NÃO CONFUNDAM O POETA COM O POEMA

     O poeta é como um ator. Ele vive o que vive, o que não vive, o que os outros vivem, o que os outros não vivem. Pessoalizar é tirar a beleza da obra de arte. É como confundir o vilão com o ator que vive o papel. Um poema reflete muitos mundos, alguns possíveis, outros inverossímeis.



Publicado por Landro Oviedo em 12/12/2018 às 22h01


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)