"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
27/01/2019 21h28
REFORMA TRABALHISTA MATA DE NOVO AS VÍTIMAS DE BRUMADINHO

     Até o momento, já são mais de 50 mortos em Brumadinho e centenas de desaparecidos. Essas pessoas, certamente, tiveram seus direitos violados e muitos pagaram a negligência e indiferença alheias com a própria vida. Agora, quando as famílias e as vítimas forem à Justiça pedir reparação, a empresa Vale será beneficiada por conta da Reforma Trabalhista, que foi aprovada com o voto de Jair Bolsonaro e da direita, proposta pelo governo de Michel Temer.
     E onde está o nó górdio dessa indecência legal? Ocorre que, no texto da famigerada reforma, a reparação moral está vinculada a 50 vezes o valor do último salário. Quando menos o salário do trabalhador, menos sua vida vale para os patrões. Assim, no caso de quem ganha em torno de um salário mínimo, a indenização chegará, no máximo, a R$ 50 mil. Isso é o que vale para a Vale e para a maioria dos parlamentares que aprovaram essa excrescência a vida de um trabalhador. Pobre país nas mãos desses psicopatas sociais.
     Não é à toa que o governo de Jair Bolsonaro extinguiu o Ministério do Trabalho. Para que os empresários possam explorar sem serem incomodados por alguma fiscalização. Afinal, vivemos a era da livre iniciativa. Mesmo que a liberdade seja para tirar a dignidade de quem trabalha, quando não sua vida.


Publicado por Landro Oviedo em 27/01/2019 às 21h28


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)