"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
25/03/2019 23h26
A FARRA IMORAL DE DILMA ROUSSEFF

     A revista IstoÉ traz um levantamento nesta semana sobre os gastos nababescos de Dilma Rousseff, que usou dinheiro público para fazer campanha para senadora em Minas Gerais e, felizmente, não se elegeu. No total, ela torrou em 2018 R$ 632 mil, sem contar o salário dos assessores. São gastos com itens como passagens aéreas, veículos oficiais, seguros, manutenção, despesas pessoais. Tudo carreado para o contribuinte. Sozinha, essa senhora gastou mais que todos os outros ex-presidentes juntos, privilégio esse que nenhum deveria ter por ser totalmente antirrepublicano.
     Pelo jeito, o princípio da moralidade, insculpido na Constituição federal, não serve para nada que não seja ser solicitado em provas de concursos públicos. Dilma é uma administradora que sempre causou lesão aos cofres públicos, seja como presidente, seja como rejeito das urnas, seja como uma reles aproveitadora oficial. O povo de Minas Gerais a deixou sem mandato. Contra a frustração, ela tem muito dinheiro (nosso) para ir às compras.


Publicado por Landro Oviedo em 25/03/2019 às 23h26


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)