"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
29/07/2019 22h25
SALUDOS, MILTON JUNG!

     Na minha atividade jornalística, tenho o privilégio de ter tido contato próximo de grandes nomes do nosso jornalismo e de ter visto a dimensão humana dessas pessoas. Muito me orgulha ter sido colega de Amir Domingues, Manoel Braga Gastal, Vitor Morais, Clóvis Ott, Paulo Acosta, entre outros, com os quais muito aprendi.
     Agora, quando fico sabendo da morte do Milton Jung, grande nome da imprensa gaúcha, de voz única e inconfundível, me vêm à mente os muitos momentos em que conversamos e desfrutamos em comum no Correio do Povo e na empresa Caldas Júnior. Ele gostava muito de falar sobre língua portuguesa e era extremamente respeitoso com o meu trabalho, algo que era recíproco.
     Neste momento de saudades e de dor, quero externar minha solidariedade à sua família e aos seus amigos. Tu fizeste parte das nossas vidas, amigo Milton Jung. Agora, passas a integrar também a história do rádio e da comunicação do Rio Grande do Sul e do Brasil. Deixo minha lembrança e meu carinho com teu legado.

     Em tua homenagem, reproduzo o poema a seguir, que fala do vazio que deixa um amigo quando parte para outras paragens.

http://www.landrooviedo.com/visualizar.php?idt=6567258

 


Publicado por Landro Oviedo em 29/07/2019 às 22h25


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)