"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
E-books
REVISTA VERBO
Autoria: Landro Oviedo
Tamanho: 14 MB
Formato: PDF
Sinopse:
Todos sonhamos, em algum momento, ter um jornal, uma revista, escrever um livro, expressar-se. Em 1994, fiz um número de uma revista chamada Verbo. Graças à tecnologia atual, posso, ainda que com uma perda de qualidade, passá-la para PDF e mostrá-la pra vocês. Com os parcos recursos financeiros e tecnológicos daqueles tempos, nem sei como a fiz. Me deu tanto trabalho que só saiu um número. Mas valeu o registro. Foi feita na primeira versão do Page Maker, um programa que marcou época em feitura de livros e jornais. Vocês poderão ver que, pelas matérias, há uma unidade na diversidade. Na pauta, Marquês de Sade, Leon Trótski, André Breton, Artigas, Cesar Vallejo, Érico Verissimo, Alcides Maya, Jose Marti, Alejo Carpentier, entre outros, e poetas contemporâneos locais, como Marcos Verçosa de Aquino e Carlos Soares. Também publica o meu colega do Correio do Povo Paulo Mendes, então despontando para as letras. A capa é de um artista visual chamado Massao e é do ano da morte do Erico, em 1975. Dessa revista, fiz apenas 500 exemplares, portanto é uma raridade editorial. É um prazer poder compartilhar este trabalho com vocês. A Internet permite que pessoas que tenham os mesmos interesses se encontrem para trocar impressões e ideias. Imaginem que tirei cópias e fiz um PDF e agora vocês podem multiplicá-la à vontade. Bom proveito. Nota: Continuo gostando tanto de jornal que trabalho em um. Já como editor, faço o Megalupa, disponibilizado na rede.
 
ANTOLOGIA DO SUL - POETAS CONTEMPORÂNEOS DO RS (ORG. DILAN CAMARGO)
Autoria: Landro Oviedo e Diversos
Ano: 2001
Tamanho: 4 MB
Formato: PDF
Sinopse:
Livro reunindo poetas gaúchos, lançado em 2001 pela Assembleia Legislativa do Estado. Minha participação está na p. 143, figurando com muita honra, por deferência do organizador, numa obra que trouxe ao grande público importantes escritores da nossa terra.
 
A INFÂNCIA DE MANOELITO DE ORNELLAS EM SUA TERRA XUCRA
Autoria: Landro Oviedo
Ano: 2009
Tamanho: 6 MB
Formato: PDF
Sinopse:
Este livro é uma releitura do clássico memorialístico "Terra Xucra" (1967). Nessa obra, Manoelito de Ornellas relembra sua infância difícil em Itaqui, a derrocada econômica de sua família, o entranhamento em regiões inóspitas, os costumes campeiros e, por vezes, bárbaros das gentes do interior. A obra orginal é de uma poesia intensa, escrita com maestria. A releitura é uma homenagem ao mestre Manoelito, num agradecimento póstumo por tudo o que ele fez pela cultura gaúcha, brasileira e ibérica. O grande escritor mostra como a infância é uma fase da vida que decide nossos rumos antes mesmo de nós termos consciência dos nossos fardos futuros.
Página 4 de 4 1 2 3 4 [«anterior]

"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)