"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Textos





EM MEMÓRIA DO PROFESSOR CÉSAR RICARDO

Prezado amigo
Um ano depois da tua morte, ocorrida em 22.10.2004, tua memória, teu riso franco, tua luta, tua audácia e ousadia permanecem vivos conosco. Quando se vai um amigo como tu, muito de nós se vai junto, nos remetendo à efemeridade da vida, sua transitoriedade, e à fragilidade que nos reveste. Mas quando se vai um amigo como tu, muito de nós se fortalece, pois tuas lições de vida, de luta e de sonhos nos impelem a seguir em frente, acreditando num mundo melhor. Sempre foste parte do nosso convívio e nossa saudade é forjada com o ferro em brasa do imutável, do imprevisto retorno. Todavia, a cada vez que um bar se abrir, a cada vez que se recitar um poema, a cada vez que os jovens levarem sua rebeldia para as ruas, a cada vez que um professor instigar seus alunos, a cada vez que uma mulher espelhar em seus olhos o encanto da sedução, tu estarás conosco, com teu jeito irreverente de levar a vida. Teu cometa riscou nossos céus de forma indelével, num traço efêmero e profundo, deixando um sulco em nossos corações. A ti elevamos nossos pensamentos, num brinde venerando no cálice semipartido da saudade.

16.10.2005



Veja também:
www.cursodeportugues.zip.net
(Curso de Português)

www.megalupa.zip.net
(Jornal Megalupa)




Landro Oviedo
Enviado por Landro Oviedo em 06/03/2012
Alterado em 10/03/2012


Comentários


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)