"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Textos

LITERATURA GAÚCHA - DAS ORIGENS AO PARTENON LITERÁRIO (1868) - NOTA DO AUTOR
Este texto foi recuperado de antigos arquivos de computador. Eu já o julgava perdido. Foi produzido nos anos 90 e traz muitas informações sobre a literatura gaúcha. Recordo que, na época, gastei muitas horas, dias, meses na sua elaboração, quiçá mais de ano ou de anos, não me lembro bem.
Tentei trazê-lo inteiro para o saite do Recanto das Letras. Embora pareça estar dentro do número de caracteres por texto, o sistema não o aceitou e precisei seccioná-lo em quatro partes (panorama histórico, a produção literária, estudo dos autores e bibliografia. Parece-me, ainda, que que houve perda de configuração textual. Também a minha revisão não foi tão criteriosa, até porque ninguém nunca deveria ser seu próprio revisor (não enxerga seus "erros").
O intuito é de contribuição para quem tenha interesse de conhecer um pouco mais a cultura e a história dos gaúchos. Bom proveito e peço escusas desde já por incorreções no texto. Procurarei saná-las â medida que for tomando conhecimento de eventuais falhas deste redator.
Obrigado a todos...
Landro Oviedo
Enviado por Landro Oviedo em 14/03/2012
Alterado em 14/03/2012


Comentários


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)