"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Textos


PAJADA DA FILOSOFIA

1. Sobre Sócrates

A mente que não se aviva
Pode até virar torresmo
Quem sabe que nada sabe
Evita andar a esmo
Ninguém poderá ser sábio
Não conhecendo a si mesmo

2. Platão gaudério

Galpão “veio” sem porteira
Que outro não há igual
Cópia de um galpão de outrora
Que habita um plano ideal
Tudo o que existe no mundo
Se despegou do virtual

3. Sobre Aristóteles

A prática da virtude
Faz os homens valorosos
O mundo dá a consciência
A tragédia heróis virtuosos
O cômico fiscaliza
Com ditos espirituosos

4. Sobre a Escola de Frankfurt

Adorno e Hockheimer
Não perdem o central de vista
E com Marcuse desvelam
O viés mercantilista
De dar aos bens culturais
O matiz capitalista

5. Sobre Wittgenstein

Wittgenstein o primeiro
Colou fatos à linguagem
O que não era dizível
Ficava sob blindagem
Mas depois viu que a língua
Carrega a própria dosagem

5. Sobre Spinoza

A mente comanda o corpo
O corpo ocupa um espaço
Um nada manda no tudo
Num todo sem embaraço
É a simetria do cosmos
Na espiral de compassos

6. Sobre Karl Marx

O idealismo vigente
Sofreu um golpe profundo
O poder aos operários
Frente ao burguês furibundo
Ideias de pouco valem
Se não transformam o mundo

7. Sobre Schopenhauer

A vontade enseja o caos
Porque nunca é saciada
Por isso bem-vinda a arte 
Para que seja aplacada
Na catarse que medeia 
O ser entre o tudo e o nada

8. Sobre Nietzsche

É preciso que Deus morra
Para que o homem renasça
A barca da humanidade
Só singra a água que passa
Um só mundo, uma escolha
Entre o prazer e a desgraça

9. Sobre o Existencialismo

A liberdade de escolha
É pena sobre “nosostros”
Na mesma senda de Sartre
Passam pangarés e potros
Quando se escolhe um destino
O inferno são os outros


(Continuará)
Landro Oviedo
Enviado por Landro Oviedo em 01/05/2017
Alterado em 13/05/2017


Comentários


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)