"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
25/07/2017 00h25
O JUIZ SÉRGIO MORO E OS MILHÕES DE LULA

     Será que o juiz Sérgio Moro sequestrou nove milhões de seguidores de Lula? Será no Twitter? Será no Facebook? O quê? Não é de seguidores? São nove milhões de reais mesmo? Não são nove milhões de torcedores? Ah, é dinheiro, é? Ele ganhou de salário? E os seus milhões, os de seguidores, acreditam? Conta outra!


Publicado por Landro Oviedo em 25/07/2017 às 00h25
 
12/07/2017 17h22
LULA CONDENADO. FALTA DILMA, TEMER E SEUS CÚMPLICES.

     Esta quarta-feira, dia 12.7.2017, é um dia histórico para o país. Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo o apartamentoo tríplex em Guarujá, litoral de São Paulo. Esta é a primeira etapa de uma jornada de combate à impunidade e à corrupção, ao desvio de recursos públicos, à desfaçatez na condução dos destinos do país.
     Muito mais vem por aí. O patrimônio dos brasileiros foi lesado em várias empresas, o FGTS foi malversado (lembram quando Dilma doou recursos a fundo perdido?), propinas foram remetidas ao exterior para contas de Dilma e Lula. E Temer, outro corrupto-mor, está transformando o governo num balcão de negócios escusos.
     Este foi apenas o começo. Espera-se que o Tribunal Regional Federal da Quarta Região mantenha a condenação. Segue um recado para todos os traidores de todos os partidos: a cadeia é democrática. Cabe muita gente. Os “vendibilhões” da nação podem ficar temerosos. A hora deles pode e deve chegar.


Publicado por Landro Oviedo em 12/07/2017 às 17h22
 
30/06/2017 20h08
LIBERDADE PARA ALTEMIR COZER – A CORRUPÇÃO NÃO PODE VENCER

     Durante as manifestações de 30 de junho, dia da Greve Geral, Altemir Cozer, professor e ativista dos movimentos sociais, foi preso pela Polícia Militar do Rio Grande do Sul em Porto Alegre. E conduzido ao Presídio Central, o mesmo que já foi considerado como uma das piores prisões do mundo, dominada pelas facções ante a omissão dos governantes.
Ilustrativamente, a prisão se deu no mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal devolveu o mandato para o corrupto Aécio Neves e libertou da prisão o ex-deputado federal Rocha Loures da cadeia, o famoso “homem da mala”. O recado é bem assim: aos corruptos, tudo; aos lutadores, os horrores da perseguição política.
     Conheço o Altemir há muitos anos e sei do seu idealismo e perseverança na luta contra as mazelas desse sistema abjeto e injusto. Em nome das leis que as elites criam com seu Congresso corrupto, em nome de uma legalidade que oprime e gera a fome e a miséria de milhões, em nome de um ordenamento jurídico que mantém uma das piores distribuições de renda do planeta, em nome de uma estrutura corrupta para perpetrar uma farsa de uma democracia estamentalizada, a repressão investe contra os opositores no seu triste papel de cão de guarda do capital.
     Enquanto nos palácios e tribunais os bem-aquinhoados riem do povo, existe luta na planície. E para mantê-la, para o bem do futuro do país e de sua população mais despossuída, ameaçada nos seus direitos básicos, como os valores das suas aposentadorias, na mira do grande capital, é preciso defender os lutadores, que são os imprescindíveis de sempre. Liberdade para Altemir. Lutar não é crime, crime é consentir, crime é se apropriar dos recursos dos trabalhadores. Estamos contigo, Altemir, estamos com todos os revolucionários que não se calam e nunca se calarão. Liberdade já!


Publicado por Landro Oviedo em 30/06/2017 às 20h08
 
02/06/2017 03h56
LIMA BARRETO: VIDA, OBRA E REBELDIA

     O meu amigo Carlos Roberto da Costa Leite, pesquisador e coordenador de imprensa do Museu de Comunicação Hipólito José da Costa (Musecom), de Porto Alegre-RS, escreveu um alentado e primoroso artigo sobre o escritor Lima Barreto, um dos poucos que, ao longo da história do Brasil, fez literatura de combate e disseminou ideias contrárias ao sistema de poder dominante. Não sei se João Cândido, o líder perseguido da Revolta da Chibata (1910), chegou a conhecer Lima Barreto e a conviver com ele, uma vez que foram contemporâneos, mas ambos deram, cada um a seu modo e luta, uma importante contribuição para contestar os alicerces elitistas e excludentes sobre os quais foi construída a República Velha.
     Negro, discriminado, culto e genial, Lima Barreto abalou as estruturas carcomidas da época, desvelando as mazelas de um sistema em que os privilégios vindos do Império se mantinham intocados e os barões de café ainda ditavam as regras do poder. Sua escrita era um sopro de renovação num meio em que tudo estava preordenado para beneficiar os de sempre. Viveu contra a corrente e os grilhões e seu nome hoje é sinônimo de persistência no embate com as injustiças sociais.
     O articulista foi muito feliz em realizar esse resgate. Agradecemos todos os que amamos a verdade e a coragem dos renitentes. Obrigado, Beto.

Para ler o artigo, clique abaixo. Bom aprendizado.
http://www.portalafricas.com.br/v1/na-fronteira-da-genialidade-e-da-loucura-lima-barreto-1881-1922/


Publicado por Landro Oviedo em 02/06/2017 às 03h56
 
28/05/2017 17h33
FORA TODOS ELES, CADEIA PRA TODOS

     Eu não quero frente de esquerda, com essa esquerda fajuta do PT e do PC do B, pra eleger Lula presidente. Eu quero é "Fora, Temer" e cadeia pra Dilma e Lula. Apresentar Lula como solução é debochar da luta do povo brasileiro.

 


Publicado por Landro Oviedo em 28/05/2017 às 17h33



Página 1 de 76 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)