"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
26/09/2018 21h54
ENTRE UMA ESQUERDA CÍNICA E UMA DIREITA ASQUEROSA

     A julgar pelas pesquisas de opinião, opinião temos pouca e temos muito achismos. Achismos de gente que constrói realidades e verdades particulares. Que entende o que quiser entender, que adota pontos de vista terceirizados, que é tão ativo na vida pública como um boneco de mola, se mexendo como um biruta de estacionamento.
     Ao pretear o olho da gateada, como se diz no Rio Grande do Sul, candidatos como Alvaro Dias, Cabo Daciolo, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles e Marina Silva parecem já poder fazer outras programações para o segundo turno. Em maior ou menor grau, estão comprometidos com o status quo e pouco ou nada têm a acrescentar ao panorama político do país, com medidas que possam significar um rompimento efetivo com a desigualdade econômica do país. Afinal, silenciam sobre sobre muitas coisas, como o pagamento da dívida pública, que consome metade do orçamento da União, quando não são puxadinhos do PT.
     Na reta final dos cavalinhos da política, vão se distanciando Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). O cinismo e o autoritarismo vão às urnas para trazer mais do mesmo. O primeiro, para reeditar o desastre de um governo que fez a alegria dos banqueiros e das elites, bem como do capital especulativo. O segundo para reeditar um governo personalista, de meia dúzia de palavras de ordens esvaziadas e anacrônicas, como se Deus-Pátria-Família fosse algo que gerasse mais empregos e colocasse comida na mesa. Pelo contrário, a ditadura militar só aumentou a dívida externa e o empobrecimento do país. O milagre econômico deixou uma conta salgada.
     Eu não estou preocupado com Pátria coisa nenhuma. “Pátria” é um condomínio em que ricos cobram seus boletos dos pobres. Não sei realmente o que vem pela frente, mas acho que os eleitores desses dois senhores deveriam votar em um estádio de futebol, como torcedores que são. Desde a Antiga Grécia, a filosofia tenta reagir aos mitos. Luta inglória quando a racionalidade tira férias prolongadas ou se ausenta para sempre.
     Em tempo: eu voto Vera Lúcia (PSTU), 16.

 

FAÇA UM CURSO:
www.portaldecursosrapidos.com.br/landro


Publicado por Landro Oviedo em 26/09/2018 às 21h54


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)