"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
12/09/2016 20h02
DILMA-TEMER: SÓ ESQUECE QUEM QUER

Essa foto dispensa legenda.


Publicado por Landro Oviedo em 12/09/2016 às 20h02
 
18/08/2016 23h52
SUGESTÃO DE MANCHETE

     Para mim, essa manchete deveria constar desta forma: "Ex-presidente da Fifa foge aos 100 anos". Esse partiu sem prestar os devidos esclarecimentos.


Publicado por Landro Oviedo em 18/08/2016 às 23h52
 
18/08/2016 23h14
UM CASO DE METONÍMIA


"metonímia

(me.to.ní.mi:a)

sf.

1. Ling. Figura de linguagem baseada no uso de um nome no lugar de outro, pelo emprego da parte pelo todo, do efeito pela causa, do autor pela obra, do continente pelo conteúdo etc. (p.ex.: beber um copo no lugar de beber a cerveja do copo).

[F.: Do gr. metonimía,as.]" (Dicionário Caudas Aulete)

     Essa figura de linguagem é muito empregada e de grande valia na língua portuguesa. Vejamos um caso concreto de uso.

     Um editor de uma grande revista estava procurando um repórter para cobrir um evento do Mercosul. Dirigiu-se a um deles, muito competente, para aferir se ele tinha o perfil daquela cobertura.

- Ednardo, como está teu espanhol?

     A pergunta era pertinente, uma vez que o domínio dessa língua facilitaria o desempenho do enviado especial.

     Ao questionamento, o repórter respondeu:

- Ele não é espanhol, ele é uruguaio.

     Eis um típico caso de metonímia. 


Publicado por Landro Oviedo em 18/08/2016 às 23h14
 
02/08/2016 02h15
REPÚBLICA DOS PARASITAS

   O Brasil é um dos países mais ricos do mundo, com um dos povos mais pobres do planeta. O brasileiro trabalha cinco meses para pagar tributos, não tem saúde nem educação decentes, está sujeito a furtos, roubos, tem uma segurança pública de péssima qualidade e salários aviltados. Enquanto isso, uma gama de parasitas vive à custa do trabalho suado do povo. Entre eles, estão Dilma Rousseff, Lula, Michel Temer, Aécio Neves, Renan Calheiros, Eduardo Cunha e aproveitadores regionais (RS), como Tarso Genro e Alceu Collares, além dos agiotas internacionais, sanguessugas via uma dívida "pública". Para isso, pagamos impostos diretos e indiretos, que ficam geralmente entre 30% e 40% (foto). O poder público é um eufemismo para uma estrutura de transferência de renda forjada para deixar os ricos mais ricos e os pobres mais pobres. A democracia capitalista no Brasil é uma ficção que só existe no discurso de uma classe dominante perversa e pervertida.

 


Publicado por Landro Oviedo em 02/08/2016 às 02h15
 
22/07/2016 18h05
MASSACRE MIDIÁTICO E PREJULGAMENTO

    Até agora o Guilherme Antônio Nunes Zanoni (advogado e escritor) tem sido massacrado pela mídia, pelos meus colegas do jornalismo e até mesmo do direito, e os leigos em legislação penal estão embarcando numa canoa furada de prejulgamento. O caso é complexo e até o momento só tem prevalecido uma das versões, a do Ministério Público. Não há nenhum motivo para mantê-lo preso antes do julgamento e ele só foi detido porque, por decisão própria, não fugiu do local. A comoção popular, um dos motivos da prisão preventiva, tem sido criada de forma artificial porque, assim como ele não dificultou sua detenção no momento em que foi preso, também não iria dificultar a aplicação da lei penal e sua instrução. Fez bem o TJ-RS em conceder o habeas corpus porque a presunção de inocência é um direito inalienável do acusado, embora esse não tenha sido o escopo da concessão da medida. Questões que podem estar envolvidas nesse processo, como invasão de domicílio e legítima defesa, certamente haverão de ser dirimidas na instância adequada, o júri popular. Antes disso, seria bom se as pessoas tivessem mais cautela e menos emoção na hora de opinar. O Brasil está doente e a opinião pública, não raras vezes, acaba por se infectar.

Eis um linque sobre o caso:

http://zip.net/bhtpV7

 

 


Publicado por Landro Oviedo em 22/07/2016 às 18h05



Página 9 de 78 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)