"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
15/12/2012 17h24
PRESENTE DE NATAL

Não, eu não quero ter presentes no Natal

Eu quero estar presente, quero minimizar ausências e saudades

Quero falar do brilho no olhar de quem já partiu

Que um dia ficou plasmado em minha retina

Quero roçar meu frêmito efêmero de vida

Na epiderme da alma de quem me ama,

De quem eu amo, de quem eu chamo.

Neste Natal, quero saber das palavras

Que um dia serão signos na boca de quem me virá

Assim como digo as coisas que meus avós me disseram

Que meu pai e minha mãe repetiram

Neste Natal, quero vida, quero sonhos, quero saberes

Quero a particularidade plena do momento

Quero o braço e o abraço

Quero o riso aleatório das crianças

Quero a leveza da vida

Porque somos uma fatalidade

Não nos escolhemos

Mas podemos escolher com quem vamos

compartilhar a sonoridade de estar vivo

num dia qualquer da eternidade.

Feliz Natal a todos...


Publicado por Landro Oviedo em 15/12/2012 às 17h24


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)