"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
01/09/2013 00h20
O PROFESSOR ACUADO

    Baixos salários, delegação de tarefas da família, desrespeito, indisciplina, aprovação automática, oposição de pedagogos, do Ministério Público, do Conselho Tutelar, da direção da escola, do Conselho Escolar, da Secretaria da Educação, de setores da imprensa (no Rio Grande do Sul, a RBS, afiliada da Globo). É demais o saco de maldades que recai sobre as costas dos professores. Não me admira que a matéria do Estadão constate o que já se sabia, que os professores estão debandando do ensino público. Não é para menos. Aliás, não é para ganhar menos que a maioria das profissões que eles fizeram uma graduação. O governo da Dilma “Ruimsseff”, a exemplo do que já ocorreu em governos anteriores, como o de FHC, gasta mais com juros da dívida pública do que com educação. Não pode dar coisa boa. E realmente não está dando. E a tendência é de piorar. Segue a matéria abaixo.

Por ano, 3 mil professores desistem de dar aula nas escolas estaduais de SP

http://estadao.br.msn.com/educacao/por-ano-3-mil-professores-desistem-de-dar-aula-nas-escolas-estaduais-de-sp 

Professor: todos contra  um


Publicado por Landro Oviedo em 01/09/2013 às 00h20


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)