"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
03/09/2014 10h35
A SIMBOLOGIA DOS DEDOS

    Há alguns dias, um amigo que trabalha de verdureiro, pessoa simples, me perguntou o que eu achava dos candidatos a presidente nestas eleições de 2014. Eu disse a ele que iria tentar explicar em 30 segundos algo que levei muitos anos para entender. 
    Peguei minha mão direita e lhe disse:
- Este dedo aqui, mostrando o indicador (I) representa os trabalhadores. Este dedo aqui, o médio (M), representa a classe média. Este dedo aqui, o anular (A) representa a classe dominante. Estes dois dedos, trabalhadores (I) e classe média (M), representam os que produzem. Este dedo aqui, o anular (A), representa os parasitas, as elites, que vivem do que os outros dedos produzem.
    Aí, peguei minha mão esquerda e lhe disse:
- Estes dedos aqui, 1, 2, 3 e 4, representam os que estão no dedo A, a classe dominante, e brigam entre eles apenas para ver quem vai mandar sobre os dedos da classe média e dos trabalhadores, no caso os dedos M e I. Os dedos 1, 2, 3 e 4 representam a Marina Silva, a Dilma Rousseff, o Aécio Neves, Eduardo Campos e outros aventureiros. 
    Ele me olhou e me disse:
- Quer dizer que estamos ralados, vamos acabar sempre nos mesmos?
- Não necessariamente, lhe disse. Resta saber quem, nestas eleições, representam os dedos M e I. No caso, sem dúvida, são Luciana Genro e Zé Maria.
    Senti que ele compreendeu algo.


Publicado por Landro Oviedo em 03/09/2014 às 10h35


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)