"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
03/12/2020 22h48
O PATRIOTISMO DE FACHADA

     Já se disse que o discurso do patriotismo costuma ser um bom refúgio para os canalhas. Acrescento que é também uma viseira para os ingênuos, que não percebem que estão sendo enganados. Muita gente foi para as ruas clamar pela intervenção militar ou para apoiar Jair Bolsonaro. Mas fora alguns militares realmente patriotas, que chegaram a ser perseguidos, essa trupe do Bolsonaro e os golpistas de 1964 são todos manipulados pelo estafe norte-americano. Não é à toa que Bolsonaro é capacho do Donald Trump. Apesar dos fatos, os negacionistas continuam com suas versões compradas no mercadinho das ideologias.

     Talvez este trecho ajude:

     "Como árbitros definitivos nos conflitos políticos de muitos países, os líderes militares são o alvo mais visado para recrutamento. Os agentes da base se aproximam deles pelos meios mais variados e, algumas vezes, simplesmente pela apresentação direta por adidos militares dos Estados Unidos. Em alguns casos, os relacionamentos desenvolvidos entre a Agência e os serviços locais de investigações podem ser utilizados para o estabelecimento desses contatos. E, mais uma vez, os agentes da CIA podem se aproximar dos oficiais de outros países que vêm para os Estados Unidos em treinamento. Tal como no caso dos políticos, as bases da 'companhia', em sua maioria, mantém um programa contínuo para o desenvolvimetno dos líderes militares locais, tanto para a compilação de dados informativos como para a sua possível utilização em ações políticas." ("Dentro da Companhia - Diário da CIA", de Fhilip Agee, 1976, Círculo do Livro, p.p. 79-80)

     É bem possível que muita gente negue essa subserviência dos militares, que venderam os interesses do país. Mas isso não surpreende. Muitos negam que a terra é redonda, que existe pandemia. Afirmam que o astrólogo Olavo de Carvalho é filósofo, que não existe desmatamento na Amazônia. Não há motivos para acreditar que não negariam este trecho de um livro escrito por um ex-agente da CIA.

 

 

 

 


Publicado por Landro Oviedo em 03/12/2020 às 22h48


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)