"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Textos


ANTISSONETO DO SÓ

A morte tira um pouco de uma vida
Mas tira muito das vidas circundantes
Que se esmaecem na dor e na saudade

Fica de tudo a vivência compartida
Feito a lembrança a tiracolo nos andantes
Como um torpedo nas ruínas da cidade

Antiga a calidez assaz cultuada
Almas unidas em plena aquiescência
Risos com eco na plenitude dada
Bem-me-quer sereno e sem dolência

Mas tudo pode um dia andar a esmo
Porque o afeto que outrora teve vau
Em longa noite se perde de si mesmo
E ao bem terno não eterno avança o mal.
Landro Oviedo
Enviado por Landro Oviedo em 23/04/2021


Comentários


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)